UA-40840920-1

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Maybelline | Base Dream Matte Mousse


Quando a Maybelline, aqui há uns meses (largos), prometeu uma base de uma cobertura boa, com uma fórmula inovadora que a tornava confortável e adaptada totalmente à elasticidade da pele, de acabamento 100% mate, pensei: "Ora aqui está um produto que poderá servir-me, e muito, no Brasil!". Com o tempo húmido, tenho mais tendência a usar produtos matificantes (até demasiado, confesso), com texturas mais leves. Ninguém quer a cara a escorrer pelo pescoço a baixo no meio do dia, com certeza.  Trouxe, por isso, do Wallmart, nos Estados Unidos, a Dream Matte Mousse no tom Light Beige Medium 0, escolhido assim à sorte, que testers é coisa que não abunda naquele supermercado, que vale apenas pelos bons preços das coisas que efectivamente tem em stock, apenas. 

Desde que cheguei aqui, abri-a e uso-a principalmente nos dias em que quero uma cobertura maior e a minha pele está luminosa por si só o suficiente. Quando acordo com ar acinzentado ou com pouca luz (o que, com certeza, acontece a todas nós, de vez em quando), procuro sempre outros produtos que aqui tenho, que ofecerem alguma radiância. Para quem tem uma pele mais seca, acredito, só por esta experiência, de alguém que a tem normal a mista (acredito que não é de todo muito oleosa, à excepção da zona do queixo, porque não tem aguentado os produtos mais fortes que eu achei que iria precisar), que esta não é, de todo, uma base para usar. Nem a Maybelline a recomenda. 


A textura mousse foi uma óptima descoberta. Embora a marca recomende o uso dos dedos para a aplicação (não, não, não!), eu julgo que o melhor, pelo menos para mim, é uma esponginha, como a Beauty Blender (eu uso a da Real Techniques), para um acabamento mais perfeito, uniforme e com a sensação de segunda pele. Posso usá-la com a esponja seca, com leves "batidas" na pele, sem arrastar, ou com a esponja borrifada com o Fix+ da MAC, que a torna ainda mais confortável e lhe dá um pequeno toque hidratante. Para mim, embora perca ligeiramente no efeito mate, esta segunda é a melhor técnica de aplicar esta mousse.  (Fica com um ar horroroso, como podem ver na foto, das pressões feitas pela esponja, eu sei, eu sei, mas é assim que gosto dela.)

A cobertura é muito digna, escondendo a maioria das marcas de borbulhas, especialmente as menos carregadas. As escuras continuam a perceber-se, ligeiramente, embora tal não me faça especial confusão. Há sempre correctores para aplicar por baixo, nomeadamente o meu favorito do momento, da Laura Mercier, que partilharei convosco em breve. Podemos ainda trabalhar a cobertura que quisermos, sem parecer argamassa (muito importante!). Ainda que tenha um ar de pó imediatamente após a aplicação, na realidade esta textura opera qualquer tipo de maravilha que, assim que assenta, se torna quase imperceptível, fundindo-se com a pele. Se acertarem no tom, o que, pelo leque, não sei se será tarefa fácil. Apesar de haver 12 cores à disposição, da mais clara (Ivory), à mais escura (Cocoa), tive a sensação, quando pus a mão em algumas pela primeira vez, em França (quando ainda estava muito acinzentada para saber o que me assentaria), que pendiam mais para os subtons quentes, todas ou mais amareladas ou mais pêssedo (mas posso estar enganada), o que para mim não causa algum problema, mas conheço pessoas mais rosadinhas que eu a quem este tom (por mais que seja Light Beige, como a tonalidade aparente), assentaria muito mal. 


Uma desvantagem, que deve ser muito bem ponderada: não tem uma durabilidade tão simpática e amiguinha de dias compridos quanto outras! Aguenta, sozinha, umas quatro horas bem (apenas!), embora possa ser mais leal com um pozinho por cima. Portanto, meninas e meninos que gostam de um passo apenas na pele, fiquei pelos BB creams, porque esta requer mais paciência, mais técnica e mais etapas para um efeito mais duradouro. A compra de uma esponja (ou pincel, para quem preferir) e de um pó finalizador é absolutamente essencial (na minha opinião, vá). 

A Dream Mousse é fácil de encontrar tanto em Portugal quando no Brasil. Neste último, encontrei-a, ainda hoje, a quarenta e qualquer coisa reais na Drogaria Raia. A Sephora vende-a por R$50, num só tom. Para quem viaja, aproveite para comprar coisinhas da Maybelline nos Estados Unidos ou nos aeroportos, é mais barata.  Na Look Fantastic encontram-na a 9,49€, com a nomenclatura dada no Reino Unido (aconselho a procurarem a correspondência na internet... seria tão mais fácil se eles se entendessem!).  

Não sendo uma base de topo, é uma boa opção para aqueles dias em que se quer sair mais maquilhada, para uma ocasião mais formal ou especial, sem se gastar muito. Pelo preço, parece-me que vale o que custa, mesmo tendo em conta as suas desvantagens, especialmente para todas as que gostam de acabamentos mate, e têm orçamentos reduzidos para maquilhagem (na falta de verba, investir sempre em cuidados de pele, em primeiro lugar).   

Conhecem esta Dream Mousse? O que acham? Resulta na vossa pele?

6 comentários:

  1. parece ter uma textura boa para a pele.

    http://beautyshinewoman.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para quem tem a pele mista a oleosa, sim. :)

      Beijinho

      Eliminar
  2. É a minha base há alguns anos e gosto muito dela (mas confirmo que aguenta pouco tempo na pele). Mas diz-me onde é que é fácil de encontrá-la em Portugal, que eu a última comprei em Espanha porque por cá tornou-se impossível de achar!! (:(:

    ResponderEliminar
  3. Engraçado, eu tenho a sensação nítida de a ter visto num supermercado. Terá sido no Jumbo? De qualquer forma, eu compro Maybelline ou na Feelunique (que tem tido problemas com o envio) ou na Lookfantastic, com portes gratuitos para Portugal. :)

    ResponderEliminar
  4. Uma amiga minha já a encontrou no supermercado, no stand da Maybelline, eu nunca =( Mas obrigada pela dica, para a próxima já sei! (:

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) Online conseguimos encontrar coisas óptimas a excelentes preços.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...