UA-40840920-1

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Clinique | Blush Cheek Pop, tom Ginger Pop


Perdidinha que sou por coisas bonitas com margaridas (digam o que disseram, é essa a flor em alto relevo deste produto), quando vi as fotos do lançamento dos novos blushes da Clinique, soube desde logo que tinha de ter um. O facto de ter viajado para Nova Iorque por altura da chegada dos quatro tons às lojas, confesso que aumentou este meu ímpeto e esta foi, sem dúvida, uma das primeiras compras que fiz, assim que cheguei. Depois de pesquisar e de lhes pôr o dedo, veio comigo o Ginger Pop, que deve ser, provavelmente, o mais atractivo, já que estava esgotado em várias Sephoras por onde passei. 

Os Cheek Pop são, segundo a marca, uma cor para as maçãs do rosto vibrante e ao mesmo tempo natural, que não deixa a pele com ar de empoeirada, com uma fórmula suave como a seda, que se adapta a qualquer tom de pele. É uma promessa ambiciosa para apenas quatro tons, mas, depois de usar o meu várias vezes, com diferentes tipos de base e primers, com a pele mais branca e, agora, mais morena, percebo que é um produto que se mistura perfeitamente com a tez, permitindo a tal adaptabilidade. Há algum tempo que a Clinique não me surpreendia tanto. Bate aos pontos (e disparadinho) o primeiríssimo blush que tive, também da marca americana, com a qual comecei a aprender a maquilhar-me.

Paremos um minuto para apreciar este desenho, senhoras e senhores. Lindo e bem gravado, dos que não nos deixam em duas pinceladas.

O Ginger Pop, o que trouxe, é um coral vivo, mais para o avermelhado que o alaranjado de outros tons do género. É um pó tão fininho e pigmentado que um suave toque com o pincel já é suficiente para nos dar um ar saudável de cor na pele. Contudo, se preferirem, consegue trabalhar-se ao ponto de ficar numa cor mais semelhante ao da embalagem (como fiz na mão, para conseguirem ver exactamente a textura e acabamento, espero que ambos sejam perceptíveis na foto), mais bonito em quem tem uma tez mais morena. Eu prefiro tocar-lhe levemente com um pincel de blush (tenho usado principalmente o da Real Techniques), para o tal efeito natural, corado, e fica perfeito. Por ter um acabamento acetinado, dá ainda um toque de luz ao rosto, não sendo nem um pouco exagerado.


Quando achamos que a cor e o toque na pele já era o suficiente para nos agradar  (e muito!), eis que estes meninos se portam lindamente ao longo do dia. Discretos, macios, com um ar de textura creme, sem ponta de ar de pó, este Ginger Pop é, talvez, um dos blushes que tenho que mais dura na pele. Independentemente de o aplicar por cima de uma textura em pó ou mais líquida, na realidade, ao fim de oito horas, ainda estava com aquele aspecto saudável, rosadinho (ou coraladinho, vá, se existisse) e não o pálido-zombie dos dias em que passo a trabalhar em frente ao computador, sem apanhar sol. 
      
Julgo que, se não chegou, deverá chegar em breve às perfumarias lusófonas. Com envio para Portugal, podem ainda comprá-lo online na Boots por £16,5 / ca € 20, mais portes. Nos Estados Unidos, onde comprei o meu, podem encontrá-lo nas várias Sephoras americanas, onde está a cerca de 17 €, se forem até lá, tragam um convosco. É bom, bonito e, apesar de não ser dos mais baratos para a quantidade (3,5g), durar-vos-á, provavelmente, imenso, de tão pigmentado que é.

Alguém já conseguiu pôr a mão numa flor destas? Digam-nos tudo, somos todas ouvidos. :)   

4 comentários:

  1. Respostas
    1. :D Será que vais gostar? Quando os vires por aí, informa-me, por favor, para eu pôr uma adenda a este post. Obrigada. :)

      Eliminar
  2. eu perdia o amor a 17€ por este blush, sem dúvida! :P

    ResponderEliminar
  3. essa sombra tem um design lindo.

    http://beautyshinewoman.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...