UA-40840920-1

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Produtos acabados e Impressões Flash # 4

Apesar de estar numa onda de usar os produtos até terminar (ou pelo menos até decidir que não os consigo usar de todo e que precisarão de conhecer alguma casa onde possam ser mais úteis que aqui), a verdade é que a velocidade com que tenho frascos vazios suficientes para um post inteiro não é das mais céleres. Por isso, sem compromisso temporal, nem datas específicas, vou continuando a mostrar o que consegue chegar ao fim num determinado período, seja ele qual for, sem vos poder prometer uma periocidade constante. Entretanto, e para não estar a acumular sacos de carcaças em casa, apresento-vos alguns que finalmente terminei, alguns dos quais já nem sei quando comecei a usar, uma vez que, pelas viagens feitas este ano, têm sido interrompidos frequentemente. 


Começando pelos produtos relacionados com cuidados do rosto ou maquilhagem, duas embalagens vazias e duas amostras são o balanço do momento. Vamos a isso.

Sephora Daily Makeup Brush Cleaner - Não sou muito versada em produtos de limpeza de pincéis e, fora um velhinho da Contém 1g, que decidiu rebelar-se e começar a estragar as cerdas, este é francamente o único que conheço do género (para uma limpeza profunda uso o champô da Johnson's). De qualquer modo, julgo que, para o que é, me serviu bem. Usei-o para aquelas limpezas diárias, rápidas, depois de me maquilhar, para não ficar com os pincéis sujos, mesmo que vá usar a mesma base no dia seguinte. Apesar de não deixar as cerdas brancas imaculadas (isso, só com a lavagem profunda), higieniza pelo menos os pincéis e retira a maioria da cor, para não estragar a maquilhagem seguinte, nem ser um depósito de porcaria a espalhar pela pele. Contudo, gasta-se relativamente rápido, dado que são necessárias pelo menos umas quatro esguichadelas e neste formato pequeno, perfeito para viagens, mas chato para um uso diário, temos produto para relativamente pouco tempo. 

Creme diário Clarins Multi-Active Jour - Usei este creme até ao final e, como creme de prevenção de rugas, honestamente, não sei até que ponto lhe posso tecer grandes elogios. Não vi grandes diferenças, até porque, excluindo a região dos olhos, não tenho grandes problemas. Como creme hidratante de dia deixou-me bastante satisfeita. Gostei do aroma, de como sinto a pele confortável, apaziguada (o que não é fácil por ser extremamente sensível e reagir com uma vermelhidão nas maçãs do rosto a vários produtos) e com um grão de facto mais homogéneo e alisado. É rapidamente absorvido, deixando a pele nutrida ao longo do dia, nada colante, mesmo sendo em versão creme e a minha pele ser normal a mista. Não fosse a minha vontade de experimentar novos produtos, agora que os trinta já passaram, à procura de um melhor e mais completo, e ficaria contente se tivesse de comprar este creme novamente. Como a oferta é imensa, ainda por descobrir, e como ainda não me convenceu totalmente, continuo a busca pelo creme hidratante facial diário que me satisfaça por completo. 

Base Teint Miracle Lancôme - Recebi esta amostra há algum tempo, mas só agora, que ando à procura de uma base que me encha as medidas, decidi usá-la. Para ser honesta, foi o teste mais rápido que alguma vez fiz; Não gostei da textura, nem do tom, nem de como assentou de forma vergonhosa em algumas regiões mais secas (e atenção, não tenho uma pele seca) e, em meia hora, como me deixou a pele desconfortável e com alguma escamação de secura. Passada uma hora, ainda em casa, senti-me obrigada a retirá-la rapidamente com um desmaquilhante e água micelar e a repor o nível de hidratação da pele. Dei por mim aliviada por não ter decidido experimentá-la em algum dia em que fosse sair de casa a seguir, nem imagino os estragos na minha pele se ta acontecesse. 

Base Lingerie de Peau Guerlain - Ao contrário da anterior, esta é uma base que me agradou bastante. É confortável, fica invisível na pele, sem a deixar seca ou demasiado colante. É uma base absolutamente fantástica e, não fosse o meu tom ideal algo entre o 03 e o 04, sendo que, para o atingir, teria de comprar os dois e misturá-los no Inverno português, já me teria deixado levar por ela há algum tempo, para ter mais tempo para a testar. Julgo que, de todos os produtos faciais da Guerlain ainda não houve um que me tivesse desiludido. Esta mantém, sem qualquer dúvida, os padrões de qualidade da marca.  



E agora os produtos de banho que não os que mais se gastam cá em casa:

Gel de Duche Dove Deeply Nourishing - Já falei dele noutro post e continua no topo dos meus produtos de banho favoritos, pela hidratação que dá à minha pele. No Inverno, não há melhor. 

Gel de Duche Yves Rocher Vanille CollectOR - Comprei este gel de duche no Natal passado e, regressada à casa portuguesa, terminei-o. Veio morar cá para casa mais porque gosto muito destes aromas quentes no Inverno, além de ter um glitter que discretamente (muuito discretamente) acaricia a pele. Gosto de glitter subtil na pele, à noite, confesso. Não é dos mais hidratantes mas, intercalando-o com o da Dove, serve perfeitamente.  

Gel de Duche Brazilian Nut The Body Shop - Se não o usasse como dupla de um dos meus exfoliantes favoritos, da mesma gama, dificilmente voltaria a comprar este gel de duche. Não é dos mais hidratantes e, especialmente para o final, era extremamente difícil tirar o produto do frasco. No banho quero algo mais rápido, simples e fácil de usar, não de estar a lutar, logo de manhã, com uma das embalagens mais duras e rijas que alguma vez tive. Estou inclusivamente a ponderar experimentar outros exfoliantes, para não me sentir presa a este gel de duche. 

Champô Bain de Force Kérastase - Gosto da Kérastase como marca de topo para o meu cabelo. Já experimentei e continuo a experimentar várias gamas, para vários efeitos, sempre intercalados pelo Dermo-vital, que me apazigua o couro cabeludo, mas não me faz nada de especial pelos fios. Este Bain de Force veio para fortalecer o meu cabelo fino e, apesar de discretas, foram promessas cumpridas. Para um cabelo comprido é muito bom, porque dá elasticidade ao cabelo ao mesmo tempo que o nutre, para agora, que tenho o cabelo menor, estou a experimentar outros, menos pesados. 

Champô Denso e Abundante Fructis Garnier - Uma amiga minha adora a gama Fructis e, por causa dela, já experimentei vários champôs da mesma linha. Este foi dos que mais me surpreendeu por prometer um cabelo mais denso e abundante logo na primeira lavagem. Admito que gostei bastante do volume que me deu, apenas com uma utilização, ao ponto de o ter comprado para aqueles dias em que quero um va-va-voom, mas nada mais do que isso, que os champôs da Fructis, até agora sem excepção, me irritam o couro cabeludo se usados diariamente. Se não são dados a grandes comichões e querem um cabelo com aparência mais densa (que pela rapidez nos resultados presumo que seja coisa superficial e não um tratamento profundo), julgo que vão gostar deste champô.

Com um saco para despejar e outro pronto para começar a encher, fica mais um post cheio de embalagens vazias. Confesso que gosto bastante desta sensação boa de ter levado um produto até ao fim, justificando perfeitamente toda a emoção de abrir um novo sem culpa ou reticências por ter vinte embalagens em espera, com apenas restinhos no fundo. Vou continuar firme nesta minha demanda em 2015.

2 comentários:

  1. Gosto muito da marca Dove, e para usar no banho sabe mesmo mesmo bem. Até dá gosto. No que toca a shampoo tenho sempre muitas duvidas em qual escolher, porque nunca uso o mesmo assim seguido. Agora ando na Garnier mas na gama Ultra Suave. Por enquanto, vamos ver. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também tenho dificuldades em usar apenas um champô seguido sem experimentar outros, mas normalmente fico-me sempre pela Kérastase.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...